Carta para a madrinha#

E porque tradição é tradição, aqui vai ela. Como tudo começou? No dia das matriculas na faculdade, algures na biblioteca da Utad, a tirar-me...

E porque tradição é tradição, aqui vai ela. Como tudo começou? No dia das matriculas na faculdade, algures na biblioteca da Utad, a tirar-me uma fotografia (muito feia) para o cartão da associação. Depois? Ora, depois vieram as praxes (caldo entornado), sim, tive mau feitio, sim, chorei, sim, fui estúpida por vezes. Mas, convém salientar que mexiam bastante com a minha cabeça. E não gostava de ter estranhos a berrar-me aos ouvidos. Má fase, até que me deixaram 'respirar', e aí sim, as coisas melhoram, tendo havido um esforço de ambas as partes. Não me esqueço que me disse 'não posso consigo criatura'. Conversa puxa conversa, bom ambiente, uma Joana mais aberta a novos horizontes, e eis que passei a gostar mais de si que de chocolate, e gosto bastante de chocolate, tem é que ser branco e com côco. Se eu fui uma revelação para si, acredite que não ficou muito atrás, esteve sempre ali para mim, na hora certa no momento exacto. Sei que posso falar de qualquer coisa consigo, seja das coisas mais parvas e fofoquices às mais sérias que nos chegam a sufocar, aquelas que precisamos de desabafar, sentir que alguém está ali para nos ouvir e nunca, em momento algum julgar. Você é assim, um bom abrigo. Aquela a quem já me abracei em momentos menos bons, aquela que já me limpou lágrimas, que já me levantou o ego sempre que precisei. Aquela, que me incutiu um lema, 'Say I Am Wonderfull'. Por todas estas coisas e mais algumas que virão, por gostar de colorir os meus dias cinzentos e por me ensinar (ou pelos menos tentar) a cultivar o meu olhar mais directo com os outros e principalmente com quem gosto e me faz bem...
Joana Basto, aceita ser minha madrinha?
Caloira, Joana Macedo

You Might Also Like

14 ∞

  1. Obviamente que aceito :)!
    Porque adorei e sem o quanto essas palavras são verdadeiras!
    Minha Pita Linda :) <3

    ResponderEliminar
  2. As tuas palavras fizeram-me lembrar a scolha da minha madrinha!
    Que felicidade quando ela me aceitou...foi, sem dúvida, o meu porto de abrigo!
    Infelizmente ela já faleceu, com 26 anos...faz-me muita falta!
    Beijo!

    ResponderEliminar
  3. sweet :) que sorte que tu tiveste :)

    ResponderEliminar
  4. Oh, que bonito! As minhas afilhadas também me escreveram umas cartas fantásticas do qual fiquei mesmo babadinha *.*

    ResponderEliminar
  5. Que lindo...
    que que tens assim uma madrinha otima contigo!

    ResponderEliminar
  6. Tive de fazer o mesmo, sei bem o que isso é :) mas é muito bom sabermos que temos sempre alguém conosco num mundo novo :)
    Estou a seguir.. Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Muitos PARABÉÉÉNS joana!! :)

    tem um dia bom!

    seguidora assidua*

    ResponderEliminar

Escreve, mas com o coração. Jo

Instagram Shots